Horas depois de tomar posse durante uma cerimônia histórica, o novo presidente dos EUA, Joe Biden, começou a desmontar o legado de seu antecessor. Ele assinou 17 ordens executivas, memorandos e proclamações em sua primeira noite no Salão Oval, muito mais do que qualquer outro presidente na história americana.

Seu objetivo era interromper ou reverter algumas das políticas mais controversas de Donald Trump. Usando uma máscara enquanto estava sentado atrás do “Resolute Desk”, Biden disse que “não havia tempo para começar como hoje”. Sua primeira ação foi uma ordem executiva para que todos os funcionários do governo dos Estados Unidos usassem máscaras.

Imigração e meio ambiente também foram os principais focos. O que mudou – e o que Biden tem em vista?

Enquanto Trump quebrou a prática de longa data ao pular a posse de Biden, ele seguiu uma tradição ao deixar um bilhete para seu sucessor.

O novo presidente democrata disse que Trump “escreveu uma carta muito generosa”. Biden também fez alterações na forma como o Salão Oval é decorado, arriscando uma briga transatlântica com a Grã-Bretanha depois que pareceu que ele decidiu não exibir um busto de Sir Winston Churchill.

ARTIGOS SOBRE A POSSE

Sem Ilusões

Um apelo à unidade para um país que enfrenta uma pandemia e à beira de um colapso institucional