A rede americana Fox News demitiu 16 funcionários nos últimods dias . Na lista dos desempregados, o editor político Chris Stirewalt, que defendeu a convocação da rede para as eleições no Arizona que irritou Trump.

Stirewalt, que foi demitido na noite de terça-feira, se tornou uma figura controversa entre os fãs da rede depois que defendeu a projeção inicial da Fox de que o presidente eleito Joe Biden venceria o Arizona na eleição.

A projeção foi baseada na análise do Decision Desk da Fox News.

O próprio presidente Donald Trump ficou irritado com o anúncio da decisão da rede americana em relação aos resultados oficiais no estado do Arizona , e seus funcionários desesperadamente, e em vão, pressionaram Fox a se retratar.

Stirewalt se recusou a reverter sua decisão, além de torcer o nariz para as alegações de Trump sobre fraude eleitoral.

Depois que Stirewalt apoiou a projeção da Fox de Biden para o Arizona, os telespectadores disseram que abandonariam a rede por outras mais à direita, como Newsmax e One America News. Isso pode ter contribuído para a queda nas pesquisas : a audiência caiu cerca de 20% após a eleição do presidente.

E na semana seguinte ao cerco ao Capitólio em 6 de janeiro, a Fox News foi derrotada pela CNN e a MSNBC pela primeira vez desde 2000.